fbpx
×

Blog da Academia

Cariostático

     HMI e o tratamento definitivo – Saiba uma opção de tratamento definitivo para dentes com hipomineralização.

        Clinicamente a hipomineralização pode-se apresentar de variadas formas, desde manchas brancas a até manchas bem escuras amarronzadas. Manchas essas que muitas vezes já sofreram trauma no processo irruptivo do dente e ao ser diagnosticado pelo dentista já observa-se fraturas extensas. Essas fraturas são justificadas pela não mineralização adequada do dente durante sua formação embrionária.

        O fato é que, clinicamente os cirurgiões dentistas tem um grande desafio em decidir o melhor tratamento destes dentes.

3 possíveis tratamentos

01. Prevenção de fratura extensa: Ao observar no exame clínico manchas brancas ou amarronzadas mesmo que o dente não tenha completado sua irrupção, marque o retorno do paciente de 2 em 2 meses.

02. Tratamento restaurador com resina composta: Quando o dente apresentar fratura pequena ou média e que você consiga deixar o dente com margens de esmalte sadia (remova o esmalte plástico e comprometido pela hipomineralização), faça o protocolo de resina e aí sim você terá a remoção de sensibilidade e salvará o dente de futuras fraturas. Não esqueça que o protocolo de resina composta exige um isolamento absoluto, limpeza do dente, condicionamento ácido, sistema adesivo e uma correta fotopolimeriazação do material.

03. Tratamento com coroa de zircônia: Quando o dente já com 3 ou mais faces comprometidas e ainda não terminou sua rota de erupção, precisamos manter este dente na boca com a melhor condição possível para que o dente não seja submetido a tratamento de canal. Uma das opções viáveis hoje em dia é a possibilidade de utilizar as coroas de zircônia pré-fabricadas da NuSmile, que além de selar por completo a estrutura do dente diminuindo a sensibilidade, é uma opção estética para o paciente.

Relato de caso

01. Artigo com relato de caso de HMI em segundo molar permanente 

        Em 2021 saiu da revista The Journal of Clinical Pediatric Dentistry o relato de caso dos autores Jorge Casián-Adem, Lizette Cobos,  William F Waggnoer e Anna B Fuks em que conseguiram preservar a vitalidade de um segundo molar permanente realizando o procedimento de pulpotomia e coroa de zircônia NuSmile. O dente já estava completamente comprometido com fraturas subgengivais e ampla destruição. A decisão foi realizar a pulpotomia e colocação da coroa. O caso foi acompanhado por mais de 3 anos com sucesso clínico e radiográfico. Lembrando que os sintomas clínicos e radiográficas é de extrema importância para confirmar o diagnóstico da condição pulpar. No momento da exposição, se houver ausência de sangramento é indicativo de necrose pulpar, sangramento por mais de 5 minutos em compressão significa polpa inflamada.

02. Particularidades da pulpotomia

        O sucesso de uma pulpotomia pode ser observado quando há ausência de dor espontânea, infecção, fistula ou abcesso ou mobilidade anormal; radiograficamente há desenvolvimento normal do dente sucessor, presença do espaço do ligamento periodontal normal, ausência de lesão radicular e ausência de reabsorção radicular patológica.

        Protocolo ideal é anestesia, isolamento absoluto, remoção do tecido cariado com baixa rotação carbide, remoção do teto da câmara pulpar com broca esférica carbide em alta rotação com refrigeração ou com uma broca tronco cônica diamantada em alta rotação com refrigeração fazendo a abertura com remoção do teto na forma de conveniência do dente, remoção da polpa coronária com baixa rotação e refrigeração com broca diamantada esférica ou com uma cureta/escavador bem afiado. Uma bolinha de algodão estéril é colocada na cama pulpar e pressionado por 2-3 minutos para obter a hemostasia. Aplica-se o material escolhido e posteriormente o devido selamento da cavidade.

        O material ideal para este procedimento deve ter características favoráveis em termos de propriedades físicas e biológicas. Deve ser biocompativel, não reabsorvível, habilidade de selar a polpa, mínima infiltração e atividade antibacteriana.

hmi-e-o-tratamento-definitivo
Isolamento absoluto

        “O sucesso do tratamento restaurador depende muito do controle da umidade e contaminação durante o procedimento; o isolamento absoluto é um altamente utilizado para este isolamento nos tratamentos odontológicos.” (Cochrane Database Syst Rev, 2017)

Clique aqui e baixe o acesse na integra. 

        A hipomineralização de dentes permanentes está cada vez mais frequente nos consultórios e muitas vezes os materiais convencionais não conseguem proteger o dente de uma forma que este dente permaneça em boca por muitos anos. Sendo assim, as coroas podem ser o único tratamento com maior longevidade.

        Se você quer se capacitar e saber como realizar o preparo para utilizar as coroas de zircônia tanto em dentes decíduos como em dentes permanentes, entre em contato direto com a Nusmile Brasil no WhatsApp (48) 99920-7377.

        Aproveitem o artigo, pois está detalhadamente relatado o passo a passo do tratamento.

        Boa leitura.

Por Carla. S Pereira.

Quer saber mais sobre isolamento absoluto em odontopediatria?

Confira nossos planos anuais com o curso online de isolamento absoluto em odontopediatria incluso e veja algumas dicas clínicas para a realização desse procedimento através de um passo a passo simples e dinâmico.

Carla Pereira

Especialista em Odontopediatria - PUC/PR
Mestre em Odontologia / Área de Concentração Odontopediatria - UFSC/SC
Habilitação em Sedação Consciente com Óxido Nitroso
Professora e Coordenadora do Curso de Especialização e Atualização em Odontopediatria - ABCD
IAPD Membro do board 2019/2021 - Membership Committee
Idealizadora da CAIXA GUIA - Odontopediatria
Clinical Adviser NuSmile no Brasil

Fale conosco via whatsapp 48991699181