Cerca de 12% das gestantes apresentam lesão de mucosa oral – Academia da Odontologia
×

Blog da Academia

Odontopediatria

12% das gestantes apresentam lesão de mucosa oral segundo o artigo de revisão sistemática e meta-análise conduzido na Universidade Federal de Santa Catarina /UFSC por Bett et al.

Os resultados do estudo refletem a importância no cirurgião-dentista na prevenção das doenças bucais relacionadas às alterações hormonais durante à gestação. Assim como, reforça a importância de manter os cuidados com a higiene oral durante o período gestacional.

Confira também o e-book com os 10 cuidados essenciais no atendimento odontológico de gestantes.

 O que os autores do artigo observaram?

Durante a gestação, o mecanismo de defesa dos tecidos periodontais é afetado pela redução da atividade periférica dos neutrófilos, o que facilita o estado de inflamação gengival na gestante. Em síntese, a associação entre o aumento dos níveis hormonais como estrogênio e progesterona e fatores químicos levam a modificação das resposta vascular periférica, o que contribui para o aparecimento de lesões na mucosa oral durante este período.

Logo, buscando encontrar a prevalência das lesões de mucosa em gestantes, pesquisadores da UFSC realizaram uma revisão sistemática e mata-análise sobre o tema publicada em 2019. De acordo com Bett et al, a prevalência de lesões em mucosa oral em gestantes é cerca de 12,4%, sendo que hiperplasia gengival, mordidas na bochecha, candidíase oral e granuloma piogênico foram as lesões mais comuns entre os artigos citados na revisão sistemática.

Qual a importância do estudo para o clínico?

É de grande importância para o dentista que faz atendimento à gestante em seu consultório compreender a prevalência das lesões que podem estar relacionadas às alterações hormonais durante o período gestacional a fim de orientar seu diagnóstico e contribuir para orientações adequadas à mulher enquanto gestante.

Referência: Bett et al. Prevalence of oral mucosal disorders duting pregnancy: a systematic review and meta-analysis. J Oral Pathol Med. 2019;1-8.

Por Juliana Pereira Andriani.

Invista em conhecimento! Aprimore sua consulta clínica! Invista em você!

Academia da Odontologia Suporte técnico

Especialista e Mestre em Ortodontia - UFSC/SC
Doutoranda em Odontologia - UFSC/SC
Membro da Associação Brasileira de Ortodontia - ABOR
Membro da World Federation of Orthodontics - WFO
Professora da Especialização em Odontopediatria - ABCD/ Florianópolis
Professora da Especialização em Ortodontia - ABCD/Florianópolis
Clínica Privada em Florianópolis/SC

Fale conosco via whatsapp 48991699181